MPPE encerra ações da Gestão Estratégica no ano de 2019 com a segunda Reunião de Avaliação da Estratégia (ciclo 2018-2023)

 O Comitê de Gestão Estratégica do Ministério Público de Pernambuco (CGE/MPPE) se reuniu na tarde de ontem (16) para realizar a segunda Reunião de Avaliação da Estratégia (RAE), fechando as atividades do planejamento estratégico no ano de 2019. Na reunião, presidida pelo procurador-geral de Justiça Francisco Dirceu Barros, o colegiado aprovou o Plano Diretor de Gestão de Pessoas e o calendário de atividades do ano de 2020, com a realização de quatro RAEs, sendo três ordinárias e uma extraordinária.

O Ministério Público precisa perseguir a efetivação das ações institucionais e garantir que elas tenham continuidade. Por esse motivo, o planejamento estratégico é fundamental, porque dá as ferramentas para que os membros possam atuar em busca dos objetivos apontados pela Instituição e pela sociedade”, destacou o procurador-geral.

Os integrantes do Núcleo de Gestão Estratégica do MPPE também apresentaram um balanço das iniciativas realizadas em 2019, que contou com um total de 18 oficinas de desdobramento da Gestão Estratégica, que congregaram um total de 338 participantes. Nesses encontros, os membros das Circunscrições Ministeriais de todo o Estado puderam manifestar seu interesse em aderir aos projetos institucionais, como o Cidade Pacífica e o Convívio Protetor, que foram os dois que obtiveram maior engajamento.

Já na Capital, como há uma maior especialização dos membros em áreas temáticas, estamos desenvolvendo os painéis de contribuição, em que os promotores de Justiça se reúnem e definem objetivos de contribuição. São tarefas que eles propõem para si mesmos, com metas que podem ser acompanhadas pela Gestão Estratégica. Com essa metodologia, nós estamos incluindo o planejamento estratégico no dia a dia dos membros do MPPE”, explicou o promotor de Justiça Antônio Fernandes, integrante do Núcleo de Gestão Estratégica.

Outro ponto de aprimoramento que está sendo pensado para 2020 é o fortalecimento do papel dos Centros de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça (Caops) na Gestão Estratégica. A promotora de Justiça Alice Morais, também integrante do Núcleo, afirmou que os contatos com os coordenadores dos Caops deverão ser realizados para buscar compreender as dificuldades relatadas pelos promotores nas Comarcas e integrar o apoio dos Caops aos projetos. “A primeira RAE de 2020, no mês de março, será voltada para propor formas de incrementar o suporte dado pelos Caops aos promotores de Justiça que estão executando os projetos institucionais”, salientou.

 

Texto da AMCS e publicado originalmente no sítio do MPPE em 17 12 2019

Painel de Contribuição 2020: Segundo Grau

A Gestão Estratégica continua avançando. Para tanto membros e servidores com atuação nas Procuradorias Criminais e Cíveis  participaram nos dias 12 e 13/dez de oficina de trabalho objetivando construir o seu  Painel de Contribuição para o ano de 2020.

O Painel de Contribuição é a ferramenta para o desdobramento da estratégia que visa assegurar, em uma organização, o alinhamento  OBJETIVOS  – METAS  – INICIATIVAS.  Ele registra: os objetivos de contribuição, relacionados aos objetivos estratégicos;  os indicadores para os objetivos de contribuição; as metas para cada objetivo de contribuição;  as iniciativas que visam como atingir  as metas propostas.

Os trabalhos foram abertos pelo Secretário Geral e conduzidos por membros componentes do Núcleo de Apoio da Gestão Estratégica e pela Assessoria Ministerial de Planejamento e Estratégica Organizacional (AMPEO) por meio da Gerência de Planejamento.

 


Os participantes ficaram divididos em dois grupos: Procuradorias e Coordenação.  E, construindo de forma coletiva e participativa os seguintes resultados foram obtidos:

Dia 12/ 12: Procuradorias Criminais: 4 Objetivos de Contribuição com 11 Iniciativas Estratégicas

Dia 13/12: Procuradorias Cíveis: 5 Objetivos de Contribuição e 15 Iniciativas Estratégicas.

As iniciativas propostas pelas respectivas áreas, após serem aprovadas pela coordenação, serão deflagradas a partir de janeiro com prazo de conclusão até dezembro de 2020.

   

Ao final foram apresentados os painéis construídos de cada área.  Todo material será compilado pela AMPEO e em breve disponibilizado na intranet e no Portal da Transparência.

Painel de Contribuição 2020: Educação.

Membros e servidoresda das Promotorias de Educação participaram  em 09/12 de oficina de trabalho objetivando  construir o seu  Painel de Contribuição para o ano de 2020.

O Painel de Contribuição é a ferramenta para o desdobramento da estratégia que visa assegurar, em uma organização, o alinhamento  OBJETIVOS  – METAS  – INICIATIVAS.  Ele registra: os objetivos de contribuição, relacionados aos objetivos estratégicos;  os indicadores para os objetivos de contribuição; as metas para cada objetivo de contribuição;  as iniciativas que visam como atingir  as metas propostas.

A metodologia utilizada obedeceu os  seguintes passos:

  • Escolher os Objetivos Estratégicos;
  • Definir os Objetivos de Contribuição;
  • Definir as iniciativas de contribuição com respectivos prazos;
  • Estabelecer os Indicadores;
  • Determinar o responsável;

Os trabalhos conduzidos pela Assessoria Ministerial de Planejamento e Estratégica Organizacional (AMPEO) por meio das Gerência de Planejamento e Gestão.

Ao final a equipe produziu para  para o o Objetivo Estratégico “Assegurar o Direito à Educação” o seguinte resultado: 3 objetivos de contribuição com 6 iniciativas estratégicas com prazo de conclusão até dezembro/2020.

Todo material está sendo compilado pela AMPEO e em breve será disponibilizado no Portal da Transparência.

 

Caruaru sedia a última oficina de desdobramento da Gestão Estratégica do MPPE em 2019

Cerca de 35 promotores de Justiça das 4ª, 5ª e 6ª Circunscrições Ministeriais, sediadas em Arcoverde, Garanhuns e Caruaru, respectivamente, estiveram reunidos na manhã de hoje (9) para participar da última oficina de desdobramento da Gestão Estratégica deste ano. As ações estão sendo realizadas pelo Comitê de Gestão Estratégica, pela Assessoria Ministerial de Planejamento e Estratégia Organizacional (Ampeo) e pela Secretaria Geral do MPPE.

A coordenadora da 6º Circunscrição Ministerial, promotora de Justiça Gilka Miranda, ressaltou que a reunião foi produtiva e que teve como ponto positivo a abertura de um espaço para a manifestação dos promotores de Justiça, que apresentaram suas dificuldades e trouxeram sugestões de melhorias para a atuação institucional.

“Ouvimos sugestões muito positivas para suprir as dificuldades dos membros e implementar alguns pontos para tornar o desenvolvimento das iniciativas ainda mais eficaz. Na Circunscrição sediada aqui em Caruaru, já decidimos nos reunir em janeiro de 2020 para formular uma ação em bloco com iniciativas organizadas na área da saúde, que foi apontada como prioritária no Mapa Estratégico. Isso é muito importante porque as deficiências nos serviços de saúde de uma cidade se refletem nas cidades vizinhas e, muitas vezes, os gestores públicos não possuem essa compreensão. Com essa atuação em rede dos promotores de Justiça e o suporte técnico dos Centros de Apoio Operacionais, podemos ter melhores resultados daqui para a frente”, declarou Gilka Miranda.

O portfólio de projetos institucionais foi detalhado pelo gerente ministerial de Programas e Projetos, José Arnaldo Guimarães, e pelo gerente ministerial de Estatística, Carlos Gadelha. Eles também detalharam os painéis de contribuição nas áreas extrajudicial, judicial Cível, judicial Criminal e Centrais e Inquéritos, o material de apoio que está sendo disponibilizado e os indicadores que serão usados para medir a evolução das ações. Por fim, a Ampeo entregou aos promotores de Justiça presentes as minutas de adesão, para que cada um deles opte por, no mínimo, um projeto e um painel de contribuição para implementá-los nas Promotorias em que atuam a partir de 2020.

“A meta principal deste ciclo da Gestão Estratégica do MPPE é fortalecer a atuação extrajudicial e o trabalho dos membros de forma proativa e preventiva. Agregar todos que fazem o MPPE nesse esforço é fundamental para que os resultados sejam efetivos. O procurador-geral de Justiça Francisco Dirceu Barros e a Administração Superior do MPPE estão engajados no planejamento, visto que ele é fator determinante no atingimento dos resultados pretendidos por nós e esperados pela sociedade”, enfatizou o secretário-geral do MPPE, Maviael Souza.

*Texto da AMCS e publicado originalmente no sitio do MPPE em 09/12/2019

Painéis de Contribuição 2020: Idoso (cidadania)

A AMPEO realizou em 04/12, com toda a equipe que compõe a área de Idoso (cidadania), a oficina Painel de Contribuição para o desdobramento da Gestão Estratégica 2018-2023.

O Painel de Contribuição é a ferramenta para o desdobramento da estratégia que visa assegurar, em uma organização, o alinhamento  OBJETIVOS  – METAS  – INICIATIVAS.  Ele registra: os objetivos de contribuição, relacionados aos objetivos estratégicos;  os indicadores para os objetivos de contribuição; as metas para cada objetivo de contribuição;  as iniciativas que visam como atingir  as metas propostas.Os trabalhos conduzidos pela equipe da Assessoria Ministerial de Planejamento e Estratégica Organizacional (AMPEO) por meio da Gerência de Planejamento e dividiu-se nas seguintes etapas:

  • Escolher os Objetivos Estratégicos;
  • Definir os Objetivos de Contribuição;
  • Definir as iniciativas de contribuição com respectivos prazos;
  • Estabelecer os Indicadores;
  • Determinar o responsável;

Ao final foram compilados: 1 objetivo de contribuição com 6 iniciativas estratégicas e a adesão ao Painel Extrajudicial.

Todo material será tabulado pela AMPEO e em breve será disponibilizado na intranet e no Portal da Transparência.

Painéis de Contribuição 2020: Infância e Juventude

A Gestão Estratégica continua avançando. Para tanto membros e servidores com atuação em Infância e Juventude  participaram no dia 29/11 de oficina de trabalho objetivando construir o seu  Painel de Contribuição para o ano de 2020.

O Painel de Contribuição é a ferramenta para o desdobramento da estratégia que visa assegurar, em uma organização, o alinhamento  OBJETIVOS  – METAS  – INICIATIVAS.  Ele registra: os objetivos de contribuição, relacionados aos objetivos estratégicos;  os indicadores para os objetivos de contribuição; as metas para cada objetivo de contribuição;  as iniciativas que visam como atingir  as metas propostas.

Os trabalhos conduzidos pela Assessoria Ministerial de Planejamento e Estratégica Organizacional (AMPEO) por meio da Gerência de Planejamento. Os participantes ficaram divididos em três grupos: Crimes Contra Crianças, Atos Infracionais e Extrajudicial.  E, construindo de forma coletiva e participativa chegaram seguintes resultados foram obtidos: 6 objetivos de contribuição e 21 iniciativas estratégicas que serão deflagradas a partir de janeiro com prazo de conclusão até dezembro de 2020.

Ao final foram apresentados os painéis construídos de cada área.  Todo material será compilado pela AMPEO e em breve disponibilizado na intranet e no Portal da Transparência.